ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Por sugestão da deputada federal Leandre (PV-PR), a Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) instalou hoje a Procuradoria da Mulher, que vai zelar pela defesa dos diretos das mulheres, além de incentivar a participação das parlamentares nos trabalhos legislativos. A deputada estadual Cristina Silvestri foi conduzida ao cargo como primeira Procuradora da Mulher do Legislativo Paranaense.

O presidente da ALEP, Ademar Traiano, abriu a cerimônia de instalação da Procuradoria da Mulher, que contou com a participação de procuradoras de Justiça, vereadoras, advogadas (OAB), deputadas e deputados estaduais, representantes da Secretaria Nacional de Justiça, do Governo do Paraná, e lideranças da sociedade civil organizada que luta pela defesa dos direitos das mulheres.

Traiano lembrou que a instalação da Procuradoria da Mulher não onera o poder legislativo. E que a criação do órgão é mais um passo no trabalho da Mesa Diretoria da Casa para criar alternativas permanentes para democratizar o poder legislativo e aproximar a ALEP da população paranaense.

“Para que tenhamos mais um instrumento, que possa trabalhar em sincronia com outras instituições, Ministério Público, Poder Judiciário, e todos aqueles que possam estar vigilantes em defesa das mulheres do nosso Estado”, destacou o presidente da ALEP.  

A deputada Leandre disse não ter dúvidas que a Procuradoria da Mulher da ALEP será uma autêntica representante das mulheres paranaenses. “Mais que receber denúncias, ela poderá fiscalizar todas as políticas públicas executadas em nosso Estado, e compor uma rede de proteção, que precisa cada vez mais ser fortalecida”, afirmou.

Segundo ela, a criação na procuradoria da mulher representa um grande avanço para as políticas públicas, principalmente no que tange a representação política e a luta pelos direitos da Mulher. Mas também ela ressaltou a necessidade da rede de proteção chegar às cidades, que é onde vivem as mulheres.  

“Por este motivo, incentivamos a criação de procuradorias da Mulher, também, nos legislativos municipais”, reforçou a deputada federal.  Por volta de 30 municípios paranaenses criaram, ou estão com projeto tramitando para criar, uma Procuradoria da Mulher.

Leandre também comentou da dificuldade enfrentada pelas parlamentares de legislar, como minoria nos parlamentos. E lembrou que é, também, função da Procuradoria da Mulher defender os direitos das deputadas e vereadoras. “Neste ano, conseguimos eleger na Câmara dos Deputados a primeira mulher a compor a Mesa Diretora da Casa. E aqui deixo um desafio ao senhor presidente: nós também precisamos de uma mulher para compor a Mesa da ALEP”, sugeriu.

Palavras da procuradora

Cristina Silvestri disse que enfrentará o desafio de ser procuradora da Mulher da ALEP com muita honra, responsabilidade e comprometimento em lutar pela igualdade de direitos. “Quero atuar no intuito de combater qualquer tipo de discriminação e violência contra a mulher, apoiando, articulando e encaminhando estas mulheres vítimas de violência para a rede de proteção. Iremos acompanhar e fiscalizar junto com as autoridades competentes”, disse.

Referência Nacional

Convidada pela deputada Leandre, a promotora do Ministério Público de São Paulo, Maria Gabriela Mansur, prestigiou a instalação da Procuradoria da Mulher na ALEP. Maria Gabriela tem mais de 20 anos de trabalhos dedicados à defesa dos direitos da mulher e é uma das vozes mais atuantes deste tema no Brasil.

Fonte: Acessoria

Postado por Adilson Nogueira - Data: 03/07/2019

Veja também