ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Um gravíssimo acidente envolvendo uma motocicleta e um veículo Fiat/Uno aconteceu na noite desta quinta-feira (04/07) em Guaraniaçu, o qual vitimou fatalmente a condutora da motocicleta, Luzia de Fátima Nunes, de 43 anos. O acidente foi na Avenida Ivan Ferreira do Amaral, no trevo que dá acesso ao bairro Jardim Real. Luzia chegou a ser socorrida por uma equipe do Samu, mas não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo. O condutor do Uno trata-se do ex- marido da vítima, Verci dos Santos Machado. Em depoimento à Polícia, ele afirmou que estava na Rua Grandes Amigos do Meio Ambiente em direção a região central da cidade, quando a motocicleta invadiu a preferencial e bateu frontalmente no seu veículo.

O filho do casal quando soube do acontecido, relatou aos policiais que o pai poderia ter provocado o acidente de forma proposital, pois segundo ele, após a separação do casal houve diversas ameaças. Em consulta, os policiais verificaram dois boletins feitos por Luzia contra Verci, por ameaças de morte.

Na manhã desta sexta-feira (05/07) a Policia Civil de Guaraniaçu divulgou uma nota sobre o acidente e as investigaçõs. 

NOTA

Por volta das 18h45 do dia 04 de julho de 2019 ocorreu um acidente de trânsito envolvendo uma motocicleta e um automóvel nas proximidades do trevo que dá acesso ao bairro Jardim Real em Guaraniaçu. No local, a Polícia Militar realizou os primeiros atendimentos, inclusive não detectou em um primeiro momento sinais de embriaguez no condutor do veículo e encaminhou a vítima que estava na motocicleta ao hospital para atendimento médico. Algum tempo depois, a condutora da motocicleta veio a óbito, sendo acionado o IML para o encaminhamento do corpo e o exame de necropsia.

A Polícia Civil tem trabalhado desde a noite de ontem no sentido de se averiguar a real causa da morte da senhora LUZIA DE FÁTIMA NUNES (43 anos), inclusive a equipe de investigação esteve no local pela manhã para checar as nuances do fato, sendo constatado, ainda de maneira preliminar, algumas marcas de “frenagem” no local do acidente.

Em sede de Inquérito Policial, foram inquiridas até o momento sete pessoas, dentre elas o condutor do veículo Fiat Uno que deu a sua versão sobre os fatos, explicando que estava em velocidade compatível com a via e que nunca imaginaria que a motocicleta que havia “invadido a preferencial” fosse sua ex-mulher.

Os depoimentos das testemunhas que estiveram no local dão conta que a motocicleta conduzida pela vítima teria “invadido a preferencial” e colidido com o condutor do automóvel Fiat Uno, inclusive foram colhidas as câmeras de segurança das proximidades do local que captaram as imagem do fato.

A Polícia Civil de Guaraniaçu aguarda os Laudos do Instituto Médico Legal (Exame de Necropsia) e Instituto de Criminalística (Levantamento de Local) para lastrear o caderno investigatório, mas até o momento, com os elementos informativos trazidos pelo levantamento dos investigadores, a captura das câmeras de segurança e as oitivas das testemunhas presenciais não é possível imputar eventual crime ao condutor do veículo Fiat Uno.

Fonte: Portal Cantu

Postado por Adilson Nogueira - Data: 05/07/2019

Veja também