ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Garantir acesso a crédito de quem vive no campo é o principal objetivo da parceria firmada entre a (Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná) FETAEP e a Cresol. Nesta segunda-feira (3), as duas entidades assinaram o Termo de cooperação técnico-financeira, durante o 32.º Show Rural Coopavel. O novo convênio irá ampliar o atendimento da Cresol para 310 municípios do Paraná, onde os agricultores familiares poderão solicitar o crédito por meio dos Sindicatos dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTRs) filiados à FETAEP.
“Essa parceria foi desenvolvida com foco em atender melhor o agricultor familiar. O resultado será mais agilidade para obtenção do crédito rural e, consequentemente, mais qualidade de vida no campo”, destaca o presidente da FETAEP, Marcos Brambilla.
O convênio irá fortalecer o acesso ao crédito rural para os pequenos e médios municípios. “Vamos atender quem precisa e ampliar o acesso a todas as linhas do crédito rural, especialmente as destinadas aos jovens e as mulheres. Precisamos fortalecer ainda mais o empreendedorismo para esses dois públicos. Para manter o jovem no campo, sabemos que é necessário oferecer oportunidades para que ele possa diversificar as suas atividades e melhorar a renda”, diz Brambilla.
Para o presidente da Cresol, Alzimiro Thomé, essa parceria proporcionará o desenvolvimento da agricultura familiar por meio do crédito. “Vamos atender um número maior de agricultores e ampliar o acesso ao crédito rural no Paraná. Estamos preparados para atender todas as demandas do agricultor familiar, com diferentes linhas de crédito.”
A primeira proposta foi concretizada logo após a assinatura. A agricultora Maria Lúcia Martins Zeni, de Capitão Leonidas Marques, apresentou um projeto para custear a safra de trigo. Ela vai plantar cinco alqueires de trigo, que lhe custará um investimento de R$ 25 mil. Cerca de R$ 19 mil serão financiados pela Cresol. “A facilidade para financiar parte desse sonho me motivou a seguir em frente”, comemora.
Ivone Francisca de Souza, primeira vice-presidente da FETAEP,  elogiou o projeto de Lúcia. “É muito gratificante ver que o primeiro financiamento da Cresol, em parceria com a FETAEP, será destinado a uma mulher. Isso mostra a força da mulher no campo e seu esforço para melhorar a renda da família.”   

O que é o crédito rural?
No Brasil, o mercado financeiro brasileiro oferece várias linhas de financiamento rural que são destinadas ao desenvolvimento das atividades agrícolas e pecuárias. Essa categoria de empréstimo representa a vantagem de taxas de juros menores do que a dos concedidos para outras atividades econômicas, além de melhores prazos para quitar as parcelas e carência (tempo para começar o pagamento das prestações após a assinatura do contrato).
O financiamento rural é utilizado para custear a comercialização e a produção de produtos agropecuários. Isso abrange o armazenamento, o beneficiamento, a industrialização e a modernização das atividades no campo.

Quais são os tipos de crédito rural?
Corrente –os recursos financeiros são destinados aos trabalhadores rurais para melhorar a produção, sem nenhum tipo de assistência técnica;
Educativa – o objetivo é melhorar a produção agropecuária e oferecer assistência técnica por meio de um projeto ou plano voltado para a orientação do trabalhador rural;
Especial – os recursos são encaminhados para as cooperativas de produtores rurais, podendo ser utilizados para ações da entidade ou dos associados. Além disso, podem ser empregados em assentamentos da reforma agrária.

Quem pode contratar o crédito rural?
Podem ser beneficiados por essa modalidade de crédito o produtor rural (pessoa física ou jurídica) e as cooperativas destinadas aos que trabalham no campo.


Fonte: Fetaep
Postado por Jefferson Silva - Data: 05/02/2020