ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Combater os focos do mosquito aedes aegypti é função de toda a sociedade. Isso porque, o mosquito se prolifera em qualquer recipiente com água acumulada, especialmente em áreas residenciais. Os locais mais propícios são potes de água de animais, depósito de água das geladeiras, vasos de plantas, caixas d´água, pneus e até mesmo em pedaços de plástico jogados no quintal.  Por este motivo, a Prefeitura de Laranjeiras do Sul, em parceria com entidades, associações e clubes de serviços do município, estão se preparando para intensificar as ações de conscientização e educação da população. 

Na segunda-feira, 17, foi realizada uma reunião para traçar metas de combate ao mosquito. Durante o encontro, ficou definido o dia 21 de fevereiro (sexta-feira) para a realização de um grande mutirão. A concentração vai acontecer as 16h na Unidade do Corpo de Bombeiros e a previsão é de visitar no dia 900 imóveis. As equipes serão formadas por Agentes de Endemias, Agentes de saúde e voluntários. Já a Unidade do Celeste, vai ficar aberta até o final do arrastão.  

Laranjeiras do Sul, não possui casos confirmados de dengue. Em 2020, foram feitas 6 notificações, sendo que 5 foram descartadas e uma aguarda resultado do Lacen – Laboratório Central do Estado do Paraná. O índice de infestação no município é de 2.7. A grande preocupação é com municípios vizinhos, que possuem casos da doença. “É importante a participação de toda população na eliminação do mosquito transmissor da dengue, uma vez que ele prefere criadouros encontrados dentro de casa, como vasos, pratinhos e caixa de água mal vedada. A dengue é uma doença que deve ser combatida por todos diariamente, uma vez que o mosquito transmissor se prolifera muito rápido neste período de chuvas e calor”, disse o secretário de Saúde Valdemir Scarpari. 

No Paraná, o governador Carlos Massa Ratinho Junior, decretou estado de alerta em todo o Estado para o combate e controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças, como a chikungunya e a zika. São mais de 20 mil casos confirmados da doença no Paraná. De agosto de 2019 até agora são 13 mortos; 62 municípios em situação de epidemia e cerca de 65 mil notificações para a doença. 

A ação de sexta-feira, 21, tem como objetivo levar informação e orientação aos moradores em relação à eliminação dos possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti de suas residências. Os moradores precisam também ter cuidado com os chamados depósitos úteis, que são aqueles que as pessoas utilizam daquela água para alguma finalidade, como as caixas d´água, cisternas, bebedouros de animais, piscinas, sendo que cada tipo de depósito tem a forma correta para limpeza.


Fonte: Assessoria municipal de imprensa - Laranjeiras do Sul
Postado por Jefferson Silva - Data: 18/02/2020