ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Realizações de sonhos, conhecimento, conquistas e muito trabalho são os objetivos dos brasileiros que estão no exterior. O departamento de Jornalismo da Rádio Campo Aberto, através do repórter Eleandro Rodrigues (Garotinho) tem mantido contato com os brasileiros que estão em várias partes do mundo. Desde o início dos primeiros casos da pandemia do coronavírus (Covid – 19), eles foram companhia, e fonte de informação na programação do Jornal 94.1,segunda edição, que vai ao ar de segunda a sábado a partir das 11h40 min.

Na programação eles contaram um pouco de suas histórias, deram as informações in loco das questões sanitárias e ações adotadas por seus países, e claro deram seu recado a todos os Brasileiros:

Marcelo Padilha Gonsalves - Pésaro Marche. – Itália
“ Não sei ao certo como o Brasil está preparado para o enfrentamento. Aqui na Itália temos muitos idosos e fumantes, que são alvo da Doença. Mesmo com todos os cuidados infelizmente cada dia são muitos casos de morte”.

Marcos Osvisiani – Liverpoll – Inglaterra
“ Nós saímos do Brasil para buscar melhor qualidade de vida e com tudo isso que está ocorrendo ficamos inseguro do que vai acontecer, até quanto a nossa permanência aqui na Inglaterra. Mudou bastante nossa rotina e não sabemos se haverá trabalho no futuro”

Jefferson Zeni – Rieti – Italia
“Muitos subestimaram a doença. Nós nunca vimos uma dengue ou H1N1 parar eventos, comércios, esportes como NBA e campeonato europeu. Parar o mundo como tem ocorrido agora. Nosso recado é que não subestimem a pandemia”.

Josyelen kutz – Bréscia - Itália
“Nós aqui na Itália estamos encarando tudo isso com muito cuidado e estamos muito apreensivos. No início muitos daqui riram, falaram que era exagero e desobedeceram as regras e por isso estamos nessa situação. Nosso recado aos brasileiros é que vocês podem ter outra realidade. Respeitem a quarentena e saiam o mínimo possível de casa. Aproveitem esse tempo para refletir e pensar no próximo”.

Cleverson Menegotto -  Cologne, Alemanha
“Pratiquem todas as recomendações de higiene que estão sendo divulgadas, evitem se expor ao vírus de forma desnecessária. Para paranaenses evitem as rodas de chimarrão. No Brasil temos uma carência maior de leitos de UTI e infra-estrutura. Precisamos nos preservar”. 

Jefferson Titom – Rieti – Itália
“Aqui estamos confinados destro de casa, vemos familiares e amigos somente pela internet. Se a polícia pegar alguém desobedecendo pode pegar até 3 meses de cadeia. Como dica aos brasileiros, não encare isso como uma gripe normal ou algo que vai passar rápido. Se não nos unirmos e fazermos a nossa parte vai acontecer o pior”

Eder Pszybysz – Mariano Comense – Itália
“ Respeitem as regras de saúde, fiquem em casa esse vírus não é brincadeira. É verdade ficamos em casa agoniados nesse momento, mas é melhor ficar em casa agora e depois ter saúde para recomeçar”.

Renata Säuberli – Baden – Suíça
“ Levem a sério, não é uma gripezinha. Quem puder ficar em casa, é o melhor modo de prevenção e cuidado com os outros. Esse momento de pausa na correia é um ótimo momento para reflexão, em nosso modo de vida, no consumo desenfreado e sobre as pessoas a nossa volta. Estar em família também faz muito bem”.

Edson Pszybysz – Florença – Itália
“ Evitem praças públicas, bares, abraços e apertos de mão. Evitem sair de suas casas. Assim é a única maneira de não transmitir. Cuide-se”.

Fernando Kanarski - Filipinas, Malásia, Vietnam, França.
“ Deixo meu abraço a todos, e oriento  que se cuidem. O isolamento social e medidas de saúde, deveria ter sido feito em todos os lugares. Essas ações vão ajudar muito no combate, e minimizar os efeitos do coronavírus”.

Diego Oliveira – Dundalk – Irlanda.
“Saiam de casa apenas para fazer o necessário, cuidem da higienização pessoal e das residências, cuidem das pessoas mais vulneráveis. Seja mais gentil, esse é momento de união para vencer essa batalha”.

Leonardo Davi Trento – Milão – Itália
“Entre o Brasil e Itália são realidades bem diferentes, como densidade demográfica e rotina e idade média das pessoas. Mas devem tomar todas as precauções para evitar o contato, isolar os casos suspeitos, idosos e pessoas mais debilitadas. Penso que em pouco tempo será resolvido essa situação”. 

Cristiane Oliveira - Santa Coloma de Gramenet – Espanha
“ Envio meu abraço a todos que vivem no Brasil em especial na região de Laranjeiras do Sul. Precisamos cuidar de nossa saúde e de nossa família. Fiquem todos com Deus.”

Maria Isabel Cavassin – Aarhus – Dinamarca
“ É difícil a comparação entre a Dinamarca e Brasil. Aqui a realidade é bem diferente, somos em apenas 6 milhões de pessoas em um país de primeiro mundo, no Brasil são mais de 200 milhões. Devemos tomar ações diárias para enfrentar essa situação da forma mais pacífica. Se pudermos também ajudar financeiramente outras pessoas que estão mais precisando, esse é o momento para ajudar”.

Karolyni Davila – Melbourne – Austrália
“Aqui na Austrália os números estão aumentando e está bem precária a situação principalmente na região dos centros onde tem maior número de circulação de pessoas.  O país está tomando as medidas para reduzir os casos, como quarentena para pessoas com imunidade baixa, lojas em geral estão fechadas. Também a ação da polícia com medicas como multa estão sendo aplicadas. Nesse momento adaptamos nossa rotina e desejamos força a todos que tudo vai passar.”

Alexandre Dalacorte - Riva Del Garda – Itália
“Essa crise não é uma coisa banal, as pessoas devem evitar aglomerações, manter o distanciamento, usar mascaras e luvas se possível. Isso não é brincadeira, e a prevenção é o melhor remédio.  Estamos com muita esperança que logo essa situação acabe e fique tudo na lembrança”.

Sandro Trento - Boca Raton  - Flórida – Estados Unidos
“Cuidem dos idosos e crianças e quem precisar sair na rua que saia bem prevenido com máscara e luvas. Essa pandemia é real, está castigando e destruindo muitas famílias. É necessário as pessoas se conscientizar”.

Josélia Chruscinski – Madri – Espanha
 “O governo espanhol demorou muito para tomar as medidas, e não evitaram as aglomerações. Como por exemplo manifestações do dia da mulher que ocorreu dias antes, que deveria ser canceladas. Vejo que no Brasil muitas pessoas não estão sabendo o que fazer, e muita informações confusa. Na minha opinião os políticos também estão perdidos em tomar as decisões. As regras de saúde devem ser cumpridas rigorosamente”.  

Para o Repórter Eleandro Rodrigues, foram participações determinantes para compartilhar com os nossos ouvintes. Tivemos depoimentos de amigos de Laranjeiras do Sul e região que estão vivendo o pico da pandemia, como Estados Unidos, Itália e Espanha. “ Segundo os depoimentos estão ceifando muitas vidas porque demoraram demais para o isolamento social.”  Por isso o recado, fique em casa e cuidem do próximo, para que ele possa cuidar de você também, reforçou Eleandro.
 
A Rádio Campo Aberto agradece a todos (as) que participaram da programação, trazendo todas as informações. Parabeniza a todos (as) por representar nossa nação por várias partes do mundo. Recebam nosso carinho e gratidão (Jornalismo RCA).


Fonte: Jornalismo RCA
Postado por Jefferson Silva - Data: 11/04/2020

Arquivos Relacionados a Notícia