ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A BRF, dona das marcas Sadia e Perdigão, informou nesta quarta-feira que vai suspender por até cinco meses o abate de frangos na fábrica em Carambeí (PR) a partir do final de maio. A companhia citou necessidade de gestão de oferta.
A empresa determinou, até o momento, ajustes nas seguintes unidades produtivas: Mineiros (GO), Capinzal (SC), Rio Verde (GO) e Carambeí (PR).
A empresa ressalta, em nota, que desde 16 de março o Ministério da Agricultura decidiu interromper a produção e certificação sanitária dos produtos de aves da BRF exportados do Brasil para União Europeia. Em consequência dessa medida, a BRF afirma que revisou o seu plano de produção e determinou, até o momento, ajustes nas seguintes unidades produtivas: Mineiros (GO), Capinzal (SC), Rio Verde (GO) e Carambeí (PR).
A interrupção nos abates vai começar em 27 de maio e a BRF afirmou que a demanda pelos produtos da unidade poderá ser atendida por outras fábricas da companhia.
 “A decisão reforça a estratégia já anunciada de manter os estoques em níveis adequados para a operação da companhia, ao mesmo tempo em que priorizará gestão da oferta para assegurar o equilíbrio do sistema produtivo”, afirmou a BRF em comunicado à imprensa.
Com capacidade para abater 640 mil frangos por dia, o frigorífico da BRF em Carambeí foi um dos investigados na Operação Trapaça, com suspeita de fraude em laudos de salmonela. Ao todo, 1,5 mil pessoas trabalham na unidade. A empresa é a maior contribuinte local, sendo responsável por R$ 6,5 milhões do ICMS de R$ 37 milhões destinado ao município.
A empresa afirmou que já começou a negociar com sindicato alternativas para manutenção dos postos de trabalho e que "todos os termos contratuais vigentes serão honrados junto aos atuais produtores da região".
 
Fonte: Reuters e Gazeta do Povo

Fonte:
Postado por Jefferson Silva - Data: 04/04/2019