ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Além de soja, milho e trigo, o Paraná também se destaca no cultivo das hortaliças. Em 10 anos, a produção da olericultura cresceu 82%, segundo dados do Deral, Departamento de Economia Rural da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento. Foram três milhões e 120 mil toneladas em 2017, contra um milhão e 710 mil toneladas em 2007. Os dados do ano passado estão sendo contabilizados. As principais culturas produzidas são batata, mandioca, repolho, tomate, alface, cebola, cenoura e beterraba, que representam 73% do total produzido da olericultura paranaense. Em 2017, a atividade registrou um Valor Bruto da Produção Agropecuária de três bilhões e 290 milhões de reais, ou 3,39% do total do Estado. Parte do suporte do Estado é prestado pelo Emater, Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural, por meio do Projeto Olericultura. Ele tem como metas organizar a produção e os produtores de hortaliças; incentivar o cultivo de alimentos seguros, sem agrotóxicos; promover a geração de renda para agricultores; e colaborar com a comercialização dos produtos por meio de pesquisa de mercado e canais de comercialização. Quase 15 mil produtores rurais são atendidos pelo projeto no Estado. Aexpectativa é produzir alimentos cada vez mais limpos e com menor impacto ambiental possível, gerando ainda mais renda para o agricultor.
A área cultivada com hortaliças no Paraná gira em torno de 123 mil e 500 hectares. As regiões Sul e Norte do Paraná são os principais polos do Estado. O volume produzido no Sul foi de dois milhões e 110 mil toneladas, 63% do total paranaense, e no Norte, 652 mil e 700 toneladas, o que corresponde a 26% do volume.

Fonte: Agência de Notícias do Paraná

Fonte:
Postado por Jefferson Silva - Data: 08/04/2019