ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A desvalorização do Real frente ao Dólar favoreceu os preços do leite em pó no mercado interno. Os preços deste produto estão se recuperando, chegando próximo aos mesmos patamares dos anos anteriores. Situação semelhante se aplica a outros derivados de leite, com destaque para os leites UHT, pasteurizado e spot. Esta e outras informações referentes à cadeia de lácteos estiveram em discussão na reunião do Conseleite Paraná, realizada no dia 21 de maio, na sede do Sistema FAEP/SENAR-PR, em Curitiba. O colegiado – composto por representantes da indústria e dos produtores – se reúne mensalmente na capital paranaense para discutir os preços de referência para a cadeia produtiva do leite.
 
O Conseleite-Paraná é uma associação civil, regida por estatuto e regulamentos próprios, que reúne representantes de produtores rurais de leite do Estado e de indústrias de laticínios que processam a matéria-prima (leite) no Estado do Paraná.
 
De acordo com o professor José Roberto Canziani, da Universidade Federal do Paraná (UFPR), entidade responsável pela metodologia de cálculo para o valor de referência, no primeiro decêndio de maio houve aumento nos preços. A variação positiva foi registrada em quase todos os itens que compõem o mix de produtos analisado (queijos, requeijão, iogurte, creme de leite, etc.).
Na variação entre o primeiro decêndio de abril e o primeiro decêndio de maio, o valor de referência do leite subiu quase oito centavos (veja a tabela abaixo). Em percentual, a variação entre os dois meses foi de 7,14%.
Os valores de referência indicados na resolução do conseleite publicadas em 21 de maio,para a matéria-prima leite denominada “Leite Padrão”, se refere ao leite analisado que contém 3,50% de gordura, 3,10% de proteína, 500 mil células somáticas/ml e 300 mil ufc/ml de contagem bacteriana.

Fonte: FAEP

Postado por Jefferson Silva - Data: 23/05/2019

Veja também